As estratégias para não cometer erros a rede social, preservar sua imagem e evitar o risco de se prejudicar profissionalmente por falar demais na internet

O mundo não é feito apenas de acertos e sucessos. Cometer erros na rede social da empresa pode ter consequências catastróficas. Alguns enganos podem ser resolvidos facilmente, mas outros podem diminuir o valor da marca e causar quedas de vendas ou prejuízos financeiros.

Todo gestor e empreendedor sabem que as falhas, os defeitos, os erros… todos também fazem parte do universo do Marketing Digital. Afinal, são eles que indicam outros caminhos e criam questões que levam a melhoras na sua estratégia.

É por isso que, para crescer e subir de nível, uma companhia precisa ser impecável na sua comunicação com o público nas redes sociais.

Listamos aqui alguns maiores e mais comuns erros na rede social cometidos por empresas na hora de seguir caminhos dentro das redes sociais. Aprenda com eles a crescer e conquistar o sucesso.

1. Não ter uma estratégia

Em primeiro lugar, a mais essencial de todas as falhas: achar que basta criar uma conta para ver o que acontece.

Nada disso. Assim como você elaborou um plano de negócio, para que sua empresa tenha sucesso e alcance todos os objetivos, esse processo também requer cuidados e estratégias aumentar sua participação no mercado e conquistar o respeito do público pela sua marca nas redes sociais.

Existem riscos a serem levados em consideração e outras situações que você nem imagina que podem acontecer. A interação com o público é muito próxima e chegar a esse espaço sem um plano cuidadoso pode ser desastroso.

2. Respostas inapropriadas às interações negativas

A adoção de redes sociais significa estar próximo ao seu público. E isso significa interação. É lindo quando ela vem em forma de elogios e propaganda espontânea, mas a situação muda de figura quando o que é compartilhado não é muito positivo.

Muitas empresas, aliás, têm grande dificuldade em identificar e treinar a equipe para lidar com essas situações.

Alguns erros na rede social podem ser contornados facilmente, outros vão requerer um esforço maior da equipe. Isso não quer dizer o fim do mundo e uma crise de comunicação nas redes sociais não invalida um projeto inteiro.

Uma interação negativa pode acabar se transformando em uma oportunidade para crescimento ou indicar uma melhoria fantástica na sua empresa. Assim, você deve pensar em como lidar com as interações negativas de modo a transformar esse consumidor insatisfeito em um cliente que pode voltar a fazer negócios e recobrar a confiança na sua marca.

3. Usar espaço apenas com publicidade e propaganda

Não adianta publicar apenas os seus produtos e preços. Pela definição, as redes sociais são espaços de interação.

Amplie os horizontes do seu público-alvo com materiais que eles gostam. Dê acesso àquilo que eles desejam conseguir. Então, atenção. Menos da metade do seu conteúdo deve ser propaganda. Quer uma dica? Invista sobre o assunto do seu negócio e comece a produzir e compartilhar material mais diverso e interessante. O público agradece.

4. Não desenhar e entender seu público-alvo

O público das redes sociais não interage, necessariamente, da mesma forma que os clientes na sua loja ou site. Ali o universo é outro. Existe uma espécie de economia movida pelas expectativas e popularidade e respeitar essa configuração é o que vai garantir para a sua empresa resultados mais positivos.

Quem são as pessoas que você deseja atingir? O que elas querem e como elas se comportam? Quais os horários em que acessam as redes e através de quais meios (smartphones, tablets, computadores…)? Entenda bem suas personas para desenhar postagens e escolher imagens que as conquistem.

5. Não integrar esforços de marketing digital

Uma conta em uma rede, uma newsletter, revista digital, conteúdo rico, e-mail marketing, site… vários esforços de marketing digital correndo separadamente sem uma integração de esforços.

É fundamental que todos os canais caminhem lado a lado para somar esforços e conquistar, com mais força, os objetivos em comum. É como no ditado popular: a união faz a força.

6. Não conhecer a concorrência nos canais usados

Seus concorrentes também usam as redes sociais? Não sabe? O seu desconhecimento significa a perda de uma valiosa oportunidade para saber como melhorar sua estratégia e como focar seus esforços para conquistar melhores resultados.

Estude e descubra o que ele está fazendo de certo, de errado e até mesmo para saber qual o público que ele atinge. Assim você e sua equipe podem (re)desenhar suas ações para que se tornem cada vez mais eficazes para, quem sabe, ultrapassar a concorrência também nesse universo.

7. Não ouvir seu público

A voz do povo é a voz de Deus. Nem tanto, mas o ditado tem sua razão.

Falamos em hashtags, que leva aos trending topics do Twitter. Quem decide o que vai para o topo são os usuários da rede. Ou seja: é deles o poder.

Então é impossível deixar de ouvir o seu público nas redes sociais e achar que apenas vale postar coisas interessantes para que você obtenha sucesso na empreitada. Esse mesmo público que indica o que ele deseja ler e indica para a sua equipe quais assuntos que podem ser abordados nos seus espaços.

Ao invés de quebrar a cabeça pensando em novidades, leve em consideração o que ele tem a dizer.

8. Uso inadequado de imagens

Hoje em dia não tem mais desculpa: postar imagens feias e de baixa qualidade deveria ser uma atitude banida do universo das redes sociais. Valorize a imagem da sua marca investindo em material de qualidade para o fundo do perfil, avatar, fotos para matérias e afins.

Outra atenção deve ser no uso de emoticons. A descontração tem um limite, saiba o que funciona para sua marca, sem exagerar. Evite a busca pelo bonitinho e invista no essencial para não errar. Deixemos as imagens bonitas para os perfis pessoais e para os elogios dos fãs e seguidores.

9. Focar apenas na quantidade

A facilidade em usar a internet e as redes sociais em prol da interação pode acabar sendo um tiro no pé. É fácil acabar postando de tudo, sem limites, e pulverizar resultados consistentes que postagens mais focadas poderiam obter.

A dica aqui é equilibrar quantidade e qualidade para obter o máximo de cada postagem. Estude os melhores dias e horários para conseguir o sucesso.

10. Não converter seguidores/fãs/amigos em clientes

Não adianta ter mil seguidores se eles são apenas seguidores. É necessário convertê-los em clientes para a sua empresa e garantir retorno aos seus esforços.

Lembre-se de que as redes sociais, para as empresas, fazem parte do funil para captação e venda e utilize-os com esse objetivo. Desloque-os da rede para o seu site com uma chamada atrativa que termina com um call-to-action que vai transformá-los em leads qualificados para que sua equipe possa entrar em contato e transformar aquela curtida inocente numa venda espetacular.

Com consistência e persistência se vai ao longe. Erre, mas corrija a rota. O sucesso é de quem batalha por ele.

Tags:

Leave a Reply